Vantagens e desvantagens do parto cesárea


Vantagens e desvantagens do parto cesárea  1024x683 - Vantagens e desvantagens do parto cesárea

Continuando a série de posts sobre o parto, hoje vamos falar um pouco sobre as vantagens e desvantagens do parto cesárea.

O Brasil é o segundo país que mais realiza cesarianas no mundo – 55% dos partos realizados aqui são desse tipo (Fonte: Organização Mundial de Saúde). E a maneira como partos no geral são realizados no Brasil são bastante contraditórias: enquanto na rede particular eles são feitos na grande maioria das vezes por simples escolha da mãe e do obstetra responsável, na rede pública muitos casos de risco, que precisariam de um parto cesárea, são negligenciados até o último minuto, levando sérias consequências e até mesmo ao óbito de fetos e gestantes.

Nós aqui já dizemos e repetimos: seu parto deve ser sempre o que for melhor para você e seu filho, estando de acordo com as condições da sua gestação. Procure sempre se informar sobre a sua recuperação – por exemplo, serão só você e seu bebê em casa durante o puerpério, ou haverá alguém para ajudar e/ou dividir tarefas? O acesso à equipe para cuidar do curativos será fácil? Pense sempre em tudo isso antes de fazer sua escolha.

Vantagens e desvantagens do parto cesárea

Vantagens

-Ausência de dor: com cesariana agendada, você não passa pelo trabalho de parto e não sente as temidas (e doloridas) contrações uterinas. E a anestesia no momento da cirurgia fará com que você não sinta os cortes;

-O tempo para a cesariana ser realizada é bem curto, enquanto o trabalho de parto normal pode levar  várias horas, e até mesmo dias;

-A data de nascimento do bebê pode ser escolhida pelos pais;

-Menor chance de a mãe desenvolver problemas do trato urinário.

Desvantagens

-Por ser uma cirurgia, a cesariana envolve riscos bem maiores do que o parto normal. Alguns deles são infecções no útero, alergias e outros problemas com a anestesia, desenvolvimento de coágulos sanguíneos, hemorragia pós-parto e desenvolvimento de endometriose.

-O tempo de internação pós-parto tende a ser maior, com 4 a 5 dias.

-A recuperação é bem mais dolorida e lenta do que a do parto normal. Tomar banho, ou fazer movimentos como se abaixar podem ser bem arriscados, e cuidar de um recém nascido nessas condições é difícil e exaustivo. Portanto, só opte pela cesariana eletiva se você realmente tiver uma rede de apoio com quem contar.

-Durante esse período de recuperação é preciso ter cuidado redobrado com higiene e alimentação, além do uso de analgésicos autorizados pelo médico para aliviar a dor, e demais cuidados para evitar infecções.

Créditos na Imagem: Drogaria Popular


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *