Sobre o dia das mães


sobre o dia das maes - Sobre o dia das mães

Sobre o dia das mães, no último domindo (10/05) foi dia das mães, e foi o mais diferente dos últimos anos. Foi meu segundo como mãe, meu vigésimo nono como filha e quinto como nora. E acho que foi a primeira vez em que não pude passar com a minha mãe, sem ser por motivos de trabalho.

Também foi meu aniversário, e foi um aniversário triste e feliz ao mesmo tempo. O irônico é que fazia dois anos que eu não morava tão pertinho da minha família, mas mesmo assim ninguém pôde vir me visitar, e eu não pude ir à casa da minha mãe.

Fui muito mimada pelo marido (que fez waffles no café da manhã, lasanha no almoço e basicamente não me deixou fazer nada em casa), não trabalhei, curti muito o Bernardo e passamos o dia comendo e vendo filme. Falei com minha mãe por vídeochamada e recebi vários “parabéns” pelo Watsapp e pelas redes sociais.

Foi um ótimo dia das mães e aniversário, apesar do isolamento, graças ao carinho imenso que recebi, a distância e também de quem estava comigo em casa.

Esse isolamento social é triste, necessário e está sendo um marco em vários sentidos; está fazendo com que máscaras caiam; está mostrando o quão imenso é o abismo social no Brasil; e está nos levando à reflexão. Quantos dias das mães, nos últimos anos, você foi mais pela “boca livre” e a foto nas redes sociais? Em quantos você visitou a sua sogra e a sua avó só pela obrigação? Em quantos você realmente curtiu seus filhos, mesmo com a bagunça da casa?

Quantas pessoas, nesse ano, perderam suas mães para o coronavírus, ou não puderam passar com elas por estarem entubadas  nos hospitais?

Ontem, mais uma vez, eu transformei uma sensação triste em agradecimento pela sorte que eu tenho. Meus pais estão bem, meus sogros estão bem, minhas tias que são como mães também estão bem. Eu, meu marido e meu filho estamos bem, e se falamos com nossas mães e avós apenas por videochamada, foi para preservar as saúdes delas e as nossas, e não porque simplesmente não poderemos mais vê-las.

E isso tudo fez com que eu tenha ainda mais vontade de me cuidar, de ajudá-las a se cuidarem, para que toda essa situação passe logo e o ano que vem seja diferente. E principalmente, que todos estejamos presentes de verdade.

Veja também: Curso Completo de Cupcake 2.0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *