Saiba quando é a hora de mudar sua vida


Situação financeira difícil pode arrasar com uma pessoa em todos os sentidos, inclusive com a saúde. Além das complicações com contas a pagar, meu filho está em uma fase complicada. Ele está chegando nos oito meses, e demandando uma atenção incrível. Está crescendo rápido, aprendendo a fazer birra e a testar nossa autoridade, e pra completar, os dentinhos estão despontando com força total, o que não contribui em nada para deixá-lo do bom humor. 

A verdade é que o cansaço extremo por ter que cuidar dele (fora toda a função que é preparar as papinhas e manter a rotina diária, consultas, vacinas, etc.), aliado à grande quantidade de trabalho com resultado lento estavam acabando comigo. Foi muito choro escondido, preocupação e cabelos caindo, e para completar, eu mal levantava da cama e meu bebê já arregalava os olhos, então o tempo para fazer exercícios físicos se reduziu a zero. E quem me conhece sabe que eu não funciono bem, se fico sedentária. 

Viver sem saber como será o mês seguinte é estressante, principalmente para pessoas controladoras – e eu sou muito. Foi pensando nisso, entre outras coisas, que optamos pela mudança para o Litoral.  Temos um terreno em Torres (RS) com uma casa pequena e ainda em construção, porém com água e luz muito mais em conta, além de não ter o custo mensal de financiamento/aluguel. Seria um alívio e tanto em nosso apertado orçamento, e consequentemente nas nossas cabeças. Em uma atitude louca e corajosa, colocamos nossa casa enorme e perfeitamente arrumada a venda e mudamos de mala, cuia e bebê para um local bem menor, com grandes tapetes escondendo o chão de cimento batido e algumas paredes ainda esperando pelo reboco. O ar condicionado ficou para trás, assim como a minha estante de livros e a grande mesa de jantar, por pura falta de espaço. 

Estamos a pouco mais de uma semana morando nessa nova casinha, mas já dizemos com segurança que é o lugar que mais gostamos de morar, até agora.

O bairro é novo, a maioria das casas ainda está em construção, e as ruas ainda não tem asfalto. Os cachorrinhos das vizinhança andam soltos e vem nos cumprimentar com a cauda abanando, assim como as galinhas do vizinho de trás, que vem ciscar no nosso quintal em busca dos restinhos de fruta que o Bernardo deixa. Há árvores e pássaros cantando por todo lado. E voltei a fazer minha corrida matinal, dessa vez na estradinha que dá direto na praia. E dessa vez faço com mais tranquilidade, sem precisar levantar de madrugada, afinal, os dias aqui são mais tranquilos e não passam tão rápido. Voltei a escrever, a produzir, e até mais ânimo para cozinhar coisas saudáveis estou tendo, não só para o bebê, mas para nós. E por falar em bebê, até ele tem dormido mais tranquilo e por mais tempo (apesar de os pequenos xiliques e exigência por atenção permanecerem).

hqdefault 1 e1564596848566 - Saiba quando é a hora de mudar sua vida

Escrevo tudo isso porque sei que muitas de vocês podem ter vontade de mudar de ares, como fizemos. De casa, de carreira, de vida. Mas temos as expectativas da família e de toda uma sociedade para atender, e nem sempre é fácil ter coragem. Mas olha, vou te contar uma coisa: vale a pena. Pela sua saúde e sua vida, vale a pena às vezes até mesmo supostamente baixar o padrão de vida, para voltar a ter sanidade mental. 

Agora, com licença. Vou subir esse artigo e sentar ali na rua, amamentar meu filho ouvindo os passarinhos cantarem.

Leia Também: Sobre escolhas, mudanças e coragem

dieta de 21 dias banner - Saiba quando é a hora de mudar sua vida

2 Replies to “Saiba quando é a hora de mudar sua vida”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *