Quando colocar o bebê no próprio quarto


Quando colocar o bebê no próprio quarto  1024x613 - Quando colocar o bebê no próprio quarto

Finalmente aconteceu! Meu bebê está com dez meses, mudamos para um apartamento maior, e montamos o quarto dele. Percebi que aproveitar a novidade tornaria o momento ideal para a transição.

Devo dizer que o Bernardo dorme comigo na cama desde as primeiras semanas de vida, e que o desapego não é fácil. Já tentei anteriormente passá-lo para o berço deixando o móvel ao lado da minha cama, sem sucesso – quando ele estava quase dormindo eu o passava para o berço, mas era só fazer isso que o pequeno se alertava e não dormia mais. Pensei que tentar novamente em um quarto diferente seria ainda mais difícil, mas surpreendemente não foi.

– quando ele estava quase dormindo eu o passava para o berço, mas era só fazer isso que o pequeno se alertava e não dormia mais. Pensei que tentar novamente em um quarto diferente seria ainda mais difícil, mas surpreendente não foi.

Comecei a transição mais ou menos uma semana após a mudança. O quarto do Bernardo tem uma poltrona de couro que abre e vira um colchão no chão, então decidi estendê-lo ao lado do berço dele. Deito com ele nesse colchão, o amamento deitada (como sempre fiz), e quando ele larga o peito e entra no primeiro estágio de sono, o passo para o berço.

Em algumas das noites ele se mexeu um pouco, mas bastou um pouco de carinho e um som para “niná-lo” (algo como “shishishi”), e então ele se aconchegou e dormiu. 

Os quartos são lado a lado e as portas ficam abertas, então ouço qualquer barulho que ele faz, sem problemas. Ele geralmente acorda duas vezes por noite (perto da meia-noite, e depois entre 2:30 e 3:00), então vou até o quarto dele, o deito no colchão comigo e repetimos o processo. Na primeira semana eu o levava para a minha cama durante a madrugada, na segunda já parei de fazer isso, e ele segue dormindo no berço até as 6:00.

Está sentindo que é hora de passar seu filho para um quarto separado do seu? Cada bebê e cada família tem jeitos e rotinas diferentes, e às vezes o que funciona brilhantemente para uma criança pode não dar certo com outra. Pensando nisso, trouxe algumas dicas de pediatras, para facilitar essa transição tão importante.

-Há um consenso geral dos especialistas sobre o momento certo para o bebê ter seu próprio quarto. É quando ele dorme uma noite inteira sem acordar, ou quando acorda apenas uma vez. Para fazer a transição, o ideal é que ele mantenha esse padrão por pelo menos 1 mês.

-A criança pode ficar no quarto dos pais até quando eles acharem melhor, mas não é aconselhável que a criança durma em um quarto com mais de dois adultos. Se a casa tiver apenas 1 quarto e houver mais crianças, considere mudar-se para um local maior.

-Procure colocá-lo no berço sonolento, mas ainda acordado. A criança deve estar calma, pois colocá-lo agitado vai fazer o tiro sair pela culatra.

-Com o bebê já no berço, permaneça no quarto cantando baixinho uma canção de ninar, por exemplo, até que o bebê pegue completamente no sono.

-Evite paredes muito coloridas e/ou excesso de enfeites e informação, pois isso tudo a manter a criança alerta.

-Quando o bebê chorar, atenda-o imediatamente.

Bebês choram por vários motivos (fome, sono, fralda suja, medo, etc), e deixá-lo chorar por muito tempo prejudicará suas noções de segurança e confiança nos pais. Se você teme não ouvi-lo de outro ambiente, invista em uma babá eletrônica.

banner5 - Quando colocar o bebê no próprio quarto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *