Possíveis problemas da amamentação e como preveni-los


A amamentação está longe de ser aquela coisa instantaneamente bonita e fácil que é mostrada nas novelas. Ela é sim, importantíssima para o bebê (afinal, nenhum alimento é tão bom para ele quanto o leite materno) e traz um enorme vínculo entre você e seu filho, mas o início pode ser difícil. São duas pessoas – mãe e bebê – aprendendo algo totalmente novo.

Eu não tive grandes problemas para amamentar o Bernardo, ele aprendeu rapidamente e sempre mamou bem. Ainda assim, nos primeiros quinze dias fiquei com fissuras nos mamilos, além da cólica forte que sentia enquanto o amamentava. Mas sei que boa parte das mamães passa por situações bem difíceis, então hoje trouxe algumas dicas de como lidar com isso, retiradas da Caderneta de Saúde da Criança, fornecida pelo Ministério da Saúde:

Rachaduras no bico do peito: geralmente causadas pela pega incorreta do bebê. Para melhorar as rachaduras e deixar o peito mais resistente, evite passar cremes, sabonetes ou pomadas nos mamilos,  e passe o próprio leite; se não houver melhora, procure o serviço de saúde.

PEGA CORRETA DO BEBÊ - Possíveis problemas da amamentação e como preveni-los

Mamas empedradas: para evitar que aconteça, as mamas precisam ser bem esvaziadas, evitando que fique leite acumulado. Ofereça o peito em livre demanda ao bebê, e antes de amamentar, tente tirar um pouco do leite, a fim de “amolecer” e facilitar o processo. Se você tiver muito leite, a ponto de seu bebê não dar conta e as mamas empedrarem, você pode procurar um banco de leite e retirar para doação.

Pouco leite: Se o bebê estiver dormindo bem e ganhando peso, não há porque pensar que o leite está em pouca quantidade. Mas, para manter uma boa produção, há apenas duas coisas que comprovadamente dão certo – tomar bastante água (a hidratação é fundamental), e colocar o bebê para mamar. Quanto mais seu bebê sugar, mais leite você vai produzir.

Leite fraco: Esse é o mito que deixa a maioria das mães (principalmente as de primeira viagem) de cabelo em pé, mas a gente não cansa de explicar : NÃO EXISTE LEITE MATERNO FRACO. Nem todo choro do bebê é fome, às vezes ele quer o peito apenas pelo aconchego – e é muito saudável deixar que ele sugue, mesmo que de forma não nutritiva. Mais uma vez: se ele está dormindo bem e ganhando peso, ele não está passando fome.

Claro que essas dicas são na intenção de tirar minhocas das cabecinhas das mamães, mas se algo realmente sério estiver acontecento e a situação estiver realmente muito difícil, procure ajuda profiossional e/ou o serviço de saúde.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *