Os terríveis dois anos


Os terríveis dois anos - Os terríveis dois anos

Eu temi. Torci. Julguei que era pura falta de limites. Acreditei que não passaríamos por isso. Mas não teve jeito e paguei a língua: meu filho está passando pela fase chamada “os terríveis dois anos”.

O “terrible two”, ao contrário do que muitos acreditam, está longe de ser bobagem. Já foi testado e confirmado por pediatras e especialistas, e é basicamente a fase em que a criança passa a se perceber como indivíduo. É aqui que ela começa a ter que lidar com as próprias emoções (e sem saber fazer isso!), e ao mesmo tempo testa os pais.

Birras e choros incessantes fazem parte do pacote. Sabe aquela criança entre 1 ano e meio e 3 anos que você viu se jogar no chão do mercado? Ela provavelmente está passando por essa difícil fase, que está muito além da falta de educação.

De uma hora pra outra, as conversas não funcionam mais, e os gritos e qualquer atitude agressiva que os pais possam ter só deixam o pequeno mais nervoso e pioram as coisas.

Bernardo é um caso bem particular. Não é do feitio dele se jogar no chão e se debater (fez isso apenas uma vez, antes de completar os dois anos). No caso dele, o gatilho geralmente é ser contrariado. Nessas horas, ele fica muito zangado e chora, e sua reação é buscar consolo. E o consolo dele é bem específico: só o meu colo serve.

Não adianta o papai tentar pegar, não adianta oferecer algum brinquedo, a televisão ou biscoito. Ele fica desesperado pelo colo da mamãe e não aceita ouvir não. E não interessa o que eu esteja fazendo, ele se pendura nas pernas, chora aos gritos e não sossega enquanto não o pego.

Aliado a essa fase do “terrible two”, está um desfralde bem resistente mais a mudança de casa e de rotina, então há dias em que nossas vidas ficam um verdadeiros caos.

Já chorei várias vezes, por puro desespero. É extremamente difícil você querer fazer melhor pelo seu filho, perder a cabeça, dar uns gritos e acabar se arrependendo miseravelmente depois. Passar por tudo isso em isolamento social, sem acesso à escolinha ou aos avós, e ainda conciliando com o trabalho, está sendo um dos períodos mais difíceis da minha jornada materna.

Ainda quero falar muito sobre isso, tanto aqui quanto no canal. Quem de vocês já passou ou está passando por essa fase com seus pequenos? Contem nos comentários, e de preferência deixem sugestões do que fazer pras distrair os mini monstrinhos. XD

Veja também: Como ganhar dinheiro fazendo Geladinhos Gourmet


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *