Introdução alimentar (Primeira Semana)


introducao alimentar primeira semana - Introdução alimentar (Primeira Semana)

Contei aqui recentemente que iniciamos a introdução alimentar do meu bebê. O período tem sido delicioso, de muitas descobertas, mas também de muita correria – manter uma alimentação saudável e adequada para o seu bebê desde o início não é tarefa fácil e exige muito tempo disponível para comprar ingredientes frescos, preparar, armazenar as papinhas. Pretendo fazer outros posts contando apenas essa parte e também mostrando o cardápio que montei para meu Bebê – porque, acreditem, não é frescura. Um cardápio planejado com antecedência faz toda a diferença.

Mas como essa postagem é um diário mesmo, vou contar como foi a experiência em cada dia. Escrevi esse artigo (e os diários da segunda e da terceira semana também) em tempo real, após a experiência em cada dia, então está tudo totalmente fiel à realidade.

Segui um modelo de introdução com calma, indicado pela nutricionista Paola Preusse, do “Maternidade Colorida”. Nessa primeira semana, ele comeu uma fruta por dia, logo após acordar. Dei a mesma fruta por dois dias seguidos e fui intercalando assim nesse início, para saber o que tirar, em caso de reação alérgica. Também foi nessa primeira semana que ele começou a beber água.

Dia 1 – 06/06 (quinta-feira): Esse foi o dia em que o Bernardo completou 6 meses de vida. Que momento maravilhoso! Já comecei o dia orgulhosa da evolução do meu filho.

A primeira fruta que o Bernardo comeu foi banana esmagada com o garfo, banana catarina orgânica, direto da horta da vovó! Sei que o método BLW está em alta, mas pelo menos nesse início me senti mais segura seguindo o tradicional e dando as comidinhas molinhas na boca dele.

Foi bem mais simples do que eu esperava. Ele fez algumas caretas, lambuzou um pouco a boca (mostrei uma série de fotos no Instagram), mas aceitou bem a novidade e comeu um pouco menos de meia banana nanica, uma quantidade excelente para a primeira vez. Na primeira colherada ele ficou com a comidinha na boca, parecendo não saber o que fazer, e então movimentamos nossas bocas imitando a mastigação, e ele entendeu na hora e começou a mastigar. Um amor! Quando já estava começando a cansar de comer, ele começou a puxar o prato e a colher e tentar pegar. Sei que o certo é deixar que a criança mexa, mas achei que seria emoção demais para um primeiro dia, rsrsrs. E também, como ele comeu bem, não achei necessidade. Quando for com alimentos que ele não queira de cara, vou deixar que ele manipule, para ver se ele se interessa em comer.

Hoje ele também bebeu água pela primeira vez, aguinha filtrada em casa, no filtro de barro. Sei que o certo é dar direto em um copinho de transição, mas dei na mamadeira (uma mamadeira linda da Lillo que comprei na gravidez e ele nunca tinha usado), e até que ele gostou bastante de beber água.  Deixei a mamadeira de 220 ml cheia e ele foi bebendo ao longo do dia, aos poucos, eu oferecia e ele bebia. Ele deve ter tomado uns 40 ml ao longo do dia e, pelo que pesquisei, o correto é que ele beba mais do que isso por dia, mas como ele permanece mamando no peito, isso não me preocupou tanto ainda. Pretendo tirar a dúvida com a pediatra.

Nesse primeiro dia, ele fez cocô uma vez lá pelas 13:00, em pouca quantidade e com a mesma cor e consistência de sempre. O segundo cocô foi em torno de 18:00, e esse sim, já veio com vestígios da banana, e uma cor um pouco mais esverdeada. Não notei mudança no cheiro.

Dia 2 – 07/06 (sexta-feira): Segundo dia com papinha de banana pela manhã. Esmaguei meia banana nanica e fui dando as colheradas a ele. Nesse segundo dia, bem mais acostumado, ele não fez careta nenhuma vez, e limpou o pratinho! Meu marido até disse para dar mais (rsrsrs), mas vamos com calma. Ele continuou puxando o pratinho e tentando pegar, e alcancei uma vez uma colher a ele, mas ele queria mesmo era brincar, e não comer sozinho.xD 

Água: Dessa vez enchi só meia mamadeira, para ficar mais fácil para ele segurar. Ele tomou mais ou menos a mesma quantidade do primeiro dia.

Cocô: Apenas 1 no final da tarde, em pouca quantidade e mais durinho e esverdeado que o do primeiro dia.

Dia 3 – 08/06 (sábado): dia de introduzir uma fruta nova, o mamão! Esmaguei meia metade de um mamão papaya, maduro e bem docinho. De cara ele não gostou muito, jogou fora as duas primeiras colheradas e fechou a boca, quando tentei dar a terceira. Então ele começou a tentar brincar com o prato, eu respirei fundo, deixei, e rapidamente a maior parte da papinha foi parar na mesinha, e o resto no chão, junto com o prato. Deixei que ele brincasse com a comida usando as mãozinhas e, durante a brincadeira, voltei a tentá-lo fazer comer. Deu incrivelmente certo! Ele comeu quase toda a papinha que estava na mesa dele, um pouco dada por mim, e um pouco sozinho, nas vezes em que o dei a colher cheia e ele desajeitadamente pôs na boca. Demos um grande passo hoje! O saldo foi um casaquinho e um babador bem sujos, e eu tendo que limpar o chão e lavar a bandeja do cadeirão, mas ele gostou da fruta inicialmente recusada, então valeu muito a pena.

Água: Está aprendendo a beber sozinho, mas de vez em quando ainda bate com o bico da mamadeira na testa XD. Foi o dia em que ele bebeu mais água, até agora (mais de 60 ml).

Cocô: 1 por volta das 18:00, o que veio em mais quantidade, até agora. Veio pastoso, com gruminhos parecidos com sementes, e em um tom verde escuro pendendo pra marrom.

Dia 4 – 09/06 (domingo): segundo dia comendo mamão. Preparei na mesma consistência e quantidade que o do dia anterior. Ele de fato não gostou tanto quanto da banana. Dessa vez não pude deixá-lo fazer tanta sujeira, pois sairíamos para almoçar fora e tínhamos um pouco de pressa. Ainda assim, entre caretas e pegando a colher algumas vezes, ele comeu meio pratinho.

Água: almoçamos na minha sogra e passamos a tarde no shopping, e acabei oferecendo água menos vezes que o normal. Ao todo, ele deve ter tomado uns 25 ml.

Cocô: Fez apenas um por volta das 22:00, semelhante ao de ontem, em quantidade um pouco menor.

Dia 5 – 10/06 (segunda-feira): Frutinha nova hoje, a maçã! Foi a mais difícil de fazê-lo gostar até agora, talvez pela textura diferente das outras. Dei meia maçã fuji raspada, e as primeiras colheradas foram todas para fora. Mais uma vez, tive que deixá-lo virar o prato na mesa e manipular a comida, para que ele se interessasse. Ele comeu uma quantidade razoável  (meio pratinho)com a colher algumas vezes na minha mão e algumas vezes na dele. Vamos ver como vai ser amanhã.

Água: Uns 40 ml no total, a maior parte à noite.

Cocô: Não fez.

Dia 6 – 11/06 (terça-feira): Segundo dia com maçã raspadinha. Entre caretas e cuspidelas, até que ele comeu uma quantidade razoável. No final do prato, ele quis “comer sozinho”, então eu enchia a colher e dava a ele. Convencê-lo a comer é bem mais fácil, deixando-o a vontade.

Água: 65ml. Mais uma vez, a maior parte foi à noite. Ele simplesmente pegou a mamadeira e bebeu de montão!

Cocô: Não fez.

Dia 7 -12/06 (quarta-feira):  Voltamos à banana. Esmaguei meia e ele comeu todinha, rapidamente e sem bagunça. No final do pratinho ele quis “comer sozinho” algumas vezes, então eu enchia a colher e dava a ele, mesmo assim ele comeu sem bagunça. Banana realmente é a fruta favorita, por enquanto.

Água: 65 ml.

Cocô: Após dois dias com o intestino preso pela maça, o cocô veio em quantidade suficiente para fazer a fralda vazar, lá pelas 15:00. Veio pastoso, com gruminhos, e um pouco mais claro e esverdeado que os anteriores. Vou evitar dar maça por mais de um dia, para não prender tanto o intestino dele.

Continua…


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *