Como manter a sanidade mental na quarentena


Com o coronavírus, estamos todos trancafiados em casa – o que não é uma opção, mas uma questão de sobrevivência. Exceto por profissionais que precisam continuar trabalhando devido aos serviços de primeira necessidade (profissionais de saúde, transporte, jornalismo, postos de combustíveis, supermercados, farmácias, energia, fornecimento de água, internet…), a grande maioria das empresas já suspendeu as produções, ou as adequou para reduzir o número de funcionários. 

Como eu e o marido já trabalhamos em casa, o impacto para nós acaba não sendo tão grande, mas sei que a maioria das pessoas trabalha fora. Ficando sem trabalhar, sem poder sair e ainda por cima bombardeado e preocupado com todas as notícias sobre o covid19 que se atualizam a cada minuto, é difícil não entrar em parafuso. Mas como manter a saúde mental é fundamental para evitar Depressão, Síndrome do Pânico e outros problemas do tipo, vejam algumas atitudes que podem nos ajudar.

-Mantenha-se se informado, mas desligue a TV de vez em quando e respire.

-Complementando a dica anterior: um pouco de alienação é fundamental para não adoecer. Assista séries/filmes de comédia, novelas bem açucaradas, videos de tutoriais de maquiagem…

-Leia todos os livros que estiverem na prateleira esperando a vez de serem lidos. Também pode ser revista, gibi, mangá, qualquer coisa que você gostar.

-Tente desenhar. Não precisam serem desenhos maravilhosos – qualquer rabisco já distrai e é divertido, ainda mais se fizer isso com as crianças.

-Mais uma que envolve “aptidões” artísticas e também é ótima para fazer com as crianças: pintar. Lambuze-se com as tintas sem culpa, afinal, vocês terão bastante tempo para se limparem, depois.

-Faça figuras de argila e/ou massinha de modelar.

-Faça peças de reciclagem, usando materiais simples como cones de papel higiênico, tampinhas de garrafa, caixinhas de leite… tem tutoriais muito bacanas e fáceis no Youtube.

-Monte aquele quebra-cabeça de mil peças que você sempre teve preguiça de montar.

-Cuide de você mesma: faça escalda-pés, hidratação caseira nos cabelos, faça as unhas, massagem com o anticelulite… vale até fazer tudo isso em uma madrugada, se o bebê não der folga em outro horário.

-Encontre cursinos online e aprenda tudo aquilo que você sempre quis aprender, como crochê, tricô, bordado, tocar algum instrumento, ou aprendar algum idioma novo.

-Pratique algum exercício físico. Se você é sedentário(a), essa é hora de começar. Cadastre-se em alguma plataforma ou canal, e comece imediatamente. Na internet você encontra de zumba a yoga, só não vale ficar parado. Bora liberar endorfina!

-Medite. 

-Escreva. Manter um diário pode ser uma salvação em momentos difíceis.

-Pesquise receitas saudáveis e práticas na internet e capriche nas refeições da sua família. Assim vocês comem coisinhas diferentes, sem risco de ganhar muito peso.

-Converse com sua família e amigos através de chamadas de vídeo.

-Se você tem uma fé, apegue-se a ela. Orar pode restaurar a esperança e fazer você se sentir muito melhor.

-Por mais difícil que seja, não caia na tentação de visitar alguém, pois isso não é seguro para ninguém no momento. Se o desespero bater, procure ajuda online especializada.

Veja também: Como nos Proteger do Coronavírus


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *