Como iniciar a introdução alimentar


como iniciar a introducao alimentar  - Como iniciar a introdução alimentar

Dia 06/06 meu baby fez 6 meses, e finalmente começamos a introdução alimentar! Foi uma coisa que me deixou muito ansiosa ao longo de todo esse primeiro semestre da vidinha dele, e eu ficava pensando como iniciar a introdução alimentar , e imaginando mil maneiras fazer a comidinha dele, armazenar, como alimentá-lo, como começar sem traumas… o mundo da alimentação do bebê é vasto e incrível, e ainda vou escrever um post contando como está sendo essa experiência aqui em casa!

O blog que me deu um norte e me ajudou nesse começo saudável da alimentação do meu filho foi o Maternidade Colorida, da nutricionista (e mãe de 2) Paola Preusse. Foi tudo que li lá que usei como base para montar o cardápio do meu bebê e soube o que poderia e não poderia dar a ele. Também tem várias dicas, e no artigo de hoje vou dividi-las com vocês.

Começando a Introdução Alimentar

Primeiro de tudo: a introdução alimentar deve iniciar aos 6 meses! Eu sei, sua mãe e sua sogra já queriam dar chá e água quando seu bebê tinha 1 mês (imaginem o meu, que nasceu no verão…). Eu sei, elas disseram que você e/ou seu companheiro começaram a comer comidinha aos 4 meses.

Mas, deixa eu contar uma coisa pra vocês: mesmo que vocês sejam jovens, um bom tempo passou, desde que vocês eram bebês. Deu tempo de muitas pesquisas e estudos serem feitos. No nosso tempo, pediatras recomendavam uma introdução alimentar aos 4 meses. Hoje em dia, já se sabe duas coisas:

1)antes dos 6 meses o sistema digestivo do bebê ainda não é maduro o suficiente para os alimentos sólidos, daí acontecem com mais facilidade as alergias, a prisão de ventre, a não aceitação, etc.

2)O leite materno tem tudo o que o bebê precisa. Repitam: O LEITE MATERNO TEM TUDO O QUE O BEBÊ PRECISA. Tem todos os nutrientes, e tem água. E seu corpo o fabrica exatamente de acordo com o que seu filho precisa, pois seu corpo, por motivos óbvios, conhece seu filho. A sogra tá enchendo o saco querendo que você dê água e frutas? Manda o link desse artigo pra ela.

Caso não seja possível que seu bebê se alimente do leite materno (acontece, você não é menos mãe por isso), existem as fórmulas prescritas pelo pediatra, que também o alimentarão durante os 6 primeiros meses. Jamais dê leite comum, ou inicie a introdução alimentar antes dos 6 meses por conta própria.

Se a introdução alimentar precisar ser iniciada antes dos 6 meses, o pediatra recomendará, se baseando no peso, tamanho e desenvolvimento em geral do seu bebê.

O médico pediatra, não a sua mãe, sua sogra, sua tia, sua vizinha, seja quem for. “Aiinn, mas ela deu comida pro filho com quatro meses e ele não morreu.” Tá, mas você quer que seu filho seja saudável, ou seja um sobrevivente? Quer fazer o melhor para ele, ou só repetir o que os outros fizeram?

Dicas e Sugestões de comidinhas

-Iniciar pelas frutas pode tornar a aceitação mais fácil, pois o bebê já está acostumado ao sabor adocicado do leite.

-Inicie por frutas mais básicas e doces, como banana, mamão e pêra. Deixe as mais cítricas para quando ele já estiver mais acostumadinho a comer.

-Dê a mesma fruta durante dois ou três dias. Assim, se ele tiver alguma reação alérgica, você saberá o que causou.

-Na primeira semana de introdução alimentar, dê apenas uma fruta pela manhã.

-Na segunda semana, mantenha a fruta matinal e introduza a papinha no almoço.

-Na terceira semana, acrescente a fruta de lanche de tarde e a papinha no jantar.

-IMPORTANTE: Mantenha o aleitamento materno em livre demanda mesmo após a introdução alimentar, pois no primeiro ano de vida ele permanece sendo o principal alimento do seu filho, sendo os outros alimentos um complemento. Caso seu bebê tome fórmula, consulte o pediatra a respeito da frequência.

O que não pode faltar nas papinhas

Carboidratos (responsáveis pela energia): batata, mandioquinha, cará, inhame, aveia, arroz, milho, batata doce e mandioca.

Legumes (vitaminas e sais minerais, mantém o organizmo “funcionando”): cenoura, beterraba, abobrinha, quiabo, brócolis, couve-flor, jiló, chuchu.

Verduras (mesmo que os legumes): espinafre, couve, escarola, agrião, rúcula, alface, almeirão, mostarda, catalônia.

Proteína animal (construção do organismo): carne bovina, aves, peixes e ovo. Se a família for vegana, peça uma orientação ao pediatra e procure um nutricionista especializado em nutrição infantil.

Proteína vegetal (construção do organismo): feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, vagem.

Procure sempre dar frutas e comidinhas frescas ao seu filho, e esmague apenas com o garfo, jamais passando no liquidificador. A comida liquidificada, além de ter empobrecidas as proteínas, não estimula a mastigação. Existe também o método BLW, mas isso é assunto para outro artigo.

Espero que tenha gostado do nosso post de como iniciar a introdução alimentar , aproveite para comentar e compartilhar.

Até a próxima dica Mamães.


2 Replies to “Como iniciar a introdução alimentar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *