Como incentivar seu filho a socializar com outras crianças


Como incentivar seu filho a socializar com outras crianças - Como incentivar seu filho a socializar com outras crianças

Nem toda criança nasce sociável. Enquanto muitas riem e cumprimentam todos por quem passam na rua durante um passeio (o que nem sempre é tão positivo), muitas são as chamadas “bichinhos-do-mato”, que preferem ficar mais fechadas em seu círculo social, chegando a chorar na presença de outras pessoas. 

Mas, apesar de o fato de seu filho ser tímido e recluso acabar protegendo-o de muitas situações, a timidez e insegurança excessivas podem ser bastantes prejudiciais, à medida em que a criança cresce e é obrigada a conviver em sociedade.

Especialmente no período escolar, é funtamental que ela saiba interagir de forma descontraída, não só para fazer amigos, mas também porque isso é fundamental no aprendizado e um treinamento para a vida adulta.

Está difíci tirar sua criança do “mundinho” dela? Veja essas dicas para facilitar esse processo de amadurecimento que ajudará a tornar seu filho mais seguro e sociável:

-Tenha empatia e não obrigue seu filho a interagir. Se ele está visivelmente deconfortável, comece a introduzi-lo nos círculos aos poucos, respeitando a vontade e o tempo dele. Procure conversar com ele olhando-o nos olhos, e seja um exemplo, mantendo boas relações com as pessoas.

-Se a criança não se sente a vontade no parquinho ou na casa de amiguinhos, experimente convidar outras crianças para virem à sua casa (quando acabar a necessidade de isolamento social, é claro). No ambiente onde mora, com seus próprios brinquedos, a criança tende a se sentir mais segura e ser mais participativa.

Mas evite chamar muitos de uma vez só. Comece chamando apenas aquela criança com quem seu filho parace ter uma afinidade maior, e vá aumentando o número aos poucos, conforme ele for se acostumando.

-Incentive-o a participar de atividades recreativas. Leve-o no parquinho, em aulinhas de ginástica infantil, natação, futebol, dança… além de os esportes e as brincadeiras ao ar livre serem excelentes para a saúde e ótimas formas de aprendizado, é a melhor maneira de se encontrar com outras crianças em um contexto mais diferente e divertido, certo?

-Quando a timidez e insegurança excessivas persistem durante a infância e chegam até a adolescência, procure manter uma relação aberta com seu filho.

Converse e tente entender se algo em específico o está incomodando(como uma situação de bullyng ou outros tipos de abuso, por exemplo).

Mais uma vez, tenha empatia! O que parece pouco para um adulto pode ser bem prejudicial a um adolescente que ainda está formando seu caráter e lidando com tantas inseguranças, emoções e sentimentos.

Faça o possível para ajudar seu filho, até mesmo se isso envolver um profissional.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *