Como deixar a casa segura para o bebê


Quem tem, já teve ou já conviveu com uma criança pequena sabe: elas parecem literalmente procurar as maneiras mais absurdas de se ferir. Quando o pequeno começa a engatinhar (geralmente entre 7 e 8 meses), todo cuidado é pouco, e aquele degrau baixo da sua área de serviço pode representar um sério risco de escorregões e tropeços. É preciso sabe como deixar a casa segura para o seu bebê engatinhar.

Mas a solução não é simplesmente deixar a criança atada ao carrinho ou engaiolada no cercado – afinal, para se desenvolver de forma saudável ela precisa estar livre para conhecer o mundo. Há medidas que você deve tomar, a fim de evitar acidentes durante a exploração do seu filho. Veja abaixo algumas dicas importantes.

Deixando a casa segura para o bebê

-Sabe a melhor maneira de verificar os perigos da sua casa? Assuma o ponto de vista do bebê. Isso mesmo, engatinhe pela casa toda procurando tomadas baixas demais, pregos aparentes, parafusos soltos, objetos esquecidos debaixo dos móveis…

-Quinas pontudas de móveis e um bebê aprendendo a se equilibrar não combinam. Coloque protetores de silicone.

-Na cozinha, deixe facas e outros utensílios cortantes muito bem trancados e em armários altos. Produtos de limpeza também devem ficar com acesso difícil à criança.

–Juntamente com a cozinha, o banheiro e a área de serviço são os cômodos mais perigosos. Mais uma vez, deixe produtos de limpeza bem longe das mãozinhas e olhinhos curiosos. Baldes com água nunca devem ser deixados a um alcance onde o bebê possa cair de ponta cabeça. O vaso sanitário representa o mesmo perigo do balde com água, então se você puder restringir o acesso do bebê ao banheiro, melhor ainda.

-É perfeitamente comum um bebê colocar um saco plástico na cabeça e se asfixiar. Portanto, não o deixe brincar com eles, e evite também guardar brinquedos em sacolas desse tipo.

-Coloque protetores nas tomadas, firmes o bastante para que a criança não consiga tirá-los.

-Fios de TV, videogames e outros aparelhos domésticos não devem ficar pendurados ou no chão. Se não for possível escondê-los, amarre-os e prenda-os atrás dos móveis.

-Cuidado com estantes e demais móveis pesados, pois uma queda em cima da criança pode ser fatal. Deixe-os o mais firmes possíveis. Vale até pregá-los à parede.

-Opte por cortinas curtas, e verifique se o varão é resistente a eventuais puxões.

-Escadas não são um ambiente adequado para crianças nessa idade. Use portõezinhos no topo e na saída.

-Especialmente se morar em lugares altos, coloque telas ou grades nas sacadas e janelas.

-Não deixe perto de janelas móveis que possam servir de degrais, como cadeiras e mesinhas.

Informações: Gazeta do Povo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *