Como alimentar um bebê?


como alimentar um bebe2 - Como alimentar um bebê?

alimentação do bebê é algo que sempre rende pano pra manga, em todas as fases de sua “vida de bebê”. Até os seis meses não tem erro: leite materno, muiuuuto leite materno, ou fórmula, se por um motivo ou outro ela for necessária. Meu bebê ainda não tem 
1 mês, e tenho amamentado em livre demanda. 


Não escondo de ninguém, e nem sou daquelas que ficam romantizando tudo: amamentar é muuuito cansativo.

O peito jorra leite, fica sensível, se você descuidar da alimentação por 1 dia já fica sem energia nenhuma. O Bernardo ainda não tem muito padrão nas mamadas, e tem dias em que ele basicamente quer ficar o dia inteiro no peito. Chego a ficar dolorida. 
Mas o cansaço todo vale a pena, quando você vê seu bebê ganhando peso (ele já está cheio de dobrinhas <3) e crescendo cada vez mais forte e saudável.

Espero com certa ansiedade pela fase da introdução alimentar, pois tenho muita vontade de ensiná-lo desde cedo a comer direito, a comer salada, a maneirar no que não faz tão bem e procurar sempre colocar no prato comidinhas que trarão benefícios à saúde.

Sei que o paladar da criança se molda cedo, que minha própria alimentação influencia devido ao leite, e que são os pais os responsáveis por uma pessoa se alimentar corretamente, ao colocar limites. Pense bem: há mesmo necessidade de dar refrigerante ao seu bebê de 1 ano? Você só vai estar ensinando ele mais cedo a se envenenar.

Mesmo o Bê ainda sendo pequeno, já andei pesquisando sobre as melhores formas de fazer a introdução alimentar, quando chegar a hora. A primeira coisa que fui atrás foi de receitas, já que não faço a menor ideia de como temperar uma refeição de bebê, por exemplo. E então conhecemos o “30 receitas de papinhas para bebês”, e estamos encantados e ansiosos para o momento de colocar tudo em prática. Definitivamente, seu filho pode ter uma refeição nutritiva e gostosa!

Vejam outras dicas que encontrei sobre introdução alimentar, nas minhas pesquisas:

Os pais são exemplos, e não adianta dar à criança verduras e legumes, se você vive de miojo e lasanha congelada. Se você ainda não tem uma alimentação equilibrada, a hora é agora.

O bebê que consegue identificar cada alimento (cor, textura, etc) se interessa mais. Na hora de preparar a papinha, deixe que um alimento seja “estrela principal’’.

Tenha calma, ofereça de tudo e vá aumentando gradativamente os pedaços, para estimular a mastigação.

Procure usar temperos naturais, e evite o sal até 1 ano de idade.

As papinhas devem ter todos os grupos alimentares importantes (carboidratos, leguminosas, etc).

E, não esqueça: o melhor tempero para o seu filho, não só na alimentação mas em tudo, é o seu amor.

Acesse abaixo para conhecer as melhores Papinhas para seu Bebê


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *